9 atribuições do Comitê de Crise numa situação de… crise

Assessoria de Imprensa, Comunicação Estratégica, Gestão de Crise, Tendência

Uma vez estabelecida e identificada uma situação de crise, normalmente se instaura na empresa um estado de pânico e desorganização interna, uma espécie de efeito cascata que atinge gradualmente a alta direção, a estrutura gerencial e o corpo funcional. É nesta hora que se vê a importância do Comitê de Crise, para centralizar, coordenar e direcionar as ações da corporação frente ao novo cenário.

Mas, é fundamental que este comitê já esteja definido com antecedência, se reunindo, se preparando e atuando de forma permanente, mesmo em períodos de calmaria. De preferência, ele deve ser estruturado com no mínimo quatro integrantes, com a recomendação que tenha entre seus componentes pelo menos um representante da área que originou a crise e dirigentes que possuam amplo conhecimento da organização e poder de decisão dentro da empresa.

Também é importante que tenha entre seus membros um profissional de comunicação, com autoridade e competência para decidir sobre comunicados e outros documentos, além de habilidade no relacionamento com a imprensa.

Veja quais são as principais responsabilidades do Comitê de Crise:

 

1.  Verificar quais são as informações mais relevantes, filtrar os dados realmente importantes, descartar versões infundadas e ouvir os responsáveis diretos sobre a ocorrência.

2. Entender qual é o problema, sua dimensão e os desdobramentos que podem ser gerados.

3. Identificar, na cobertura da mídia, o posicionamento editorial de cada veículo, possíveis falhas de informação, distorções na comunicação do fato e eventuais inveracidades.

4. Definir o conteúdo e os argumentos que vão embasar o posicionamento da empresa e elaborar as mensagens-chave.

5. Centralizar a comunicação, através de um porta-voz, como forma de diminuir a ocorrência de informações desencontradas.

6. Manter o público interno informado sobre o problema e as soluções que estão sendo tomadas pela empresa.

7. Garantir um processo de informação que passe segurança, tanto para o público interno quanto o externo, de que a instituição está atenta aos acontecimentos e agindo para resolver a situação.

8. Zelar pela manutenção da rotina de trabalho na empresa, mantendo a normalidade das operações não afetadas pelo problema.

9. Determinar a estratégia de comunicação com a imprensa e os diferentes públicos de interesse, de acordo com as características de cada um, utilizando os canais existentes.

 

< Voltar >



Um comentário em “9 atribuições do Comitê de Crise numa situação de… crise

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *